sexta-feira, 23 de abril de 2010

World Book Day: The Book Cover of the Day: THE PERFUME, Caroline Cooney



Vamos fazer uma boa ação hoje no dia Mundial do livro e divulgar a capa sinistra do "quase desconhecido no meio perfumístico" livro ficcional de Caroline Cooney, o Perfume. Não é um livro vampírico apesar do sangue na capa e da moda Crepúsculo; pelo contrário, há um tema bem interessante de uma garota que compra uma fragrância "Venon"(que é um nome super venenoso) e quando a usa, ela mostra sua personalidade maquiavélica. Se pensarmos que quando usamos um perfume sedutor, queremos atrair nossa  presa,e mostrar nossa sensualidade de homens e mulheres com más intenções, há que aceitar que o perfume tem esse lado diabolique no jogo da sedução. Nesse livro, o "evil" tem outro sentido, o do horror pois Cooney é especialista nesse gênero de literatura fantástica. De qualquer maneira,  vale a reflexão do poder do perfume como um elixir perfumado e ritualístico.

Demos muitas risadas com essa capa super trash. Viva à democracia no mercado editorial, há lugar para todos.


***


We're going to make a good action today in the World Book Day and post here the sinistrous ficction book cover of THE PERFUME, the "almost unknown in the perfumery field" written by Caroline Cooney. This book is not about vampires and Twilight fever, despite the blood on its cover, on the contrary, there is an interesting theme  based on a girl who buys a strange fragrance named as "Venon" (which is a super poisoned name) and when she wears it, she reveals her evil personality.If you think that we, when we want to attract our preys, and show our sensuality of men and women with bad intentions, it is clear to accept that the perfume has some "diabolique facet" during the seduction game. In this book, the "evil facet" has other meaning, the horror, because Cooney is specialist in the type of fantastic literature, however it is worth to reflect on the power of perfume as a fragrant and ritualistic elixir.




We laughed a lot here seeing this super trash book cover. Viva the freedom in the editorial market, there are places for all.

Nenhum comentário: