terça-feira, 3 de março de 2009

Perfume Review: Black Orchid Voile de Fleur, Tom Ford


By Italo Wolff







Black Orchid Voile de Fleur é um aroma que há muito tempo vem povoando minha mente e perfumando meu corpo. Mais uma vez fico surpreso com a prodigiosa mente de Tom Ford, como se não fosse suficiente criar apenas bons perfumes, ele vem lançando no mercado verdadeiros "dramas noir" em forma de fragrância.


Partindo do conceito extremamente poderoso de Black Orchid Edp, onde o aroma negro e hipnótico é capaz de arrancar suspiros do mais insensível mortal, ele vem nos presentear agora com a versão Black Orchid Voile de Fleur em concentração Edt. Quão grande foi meu espanto e admiração ao sorver estas moléculas aromáticas, imaginei ser apenas uma versão suavizada e talvez sem encanto diante de sua matriz. A maioria das versões Edt, apresentam-se de modo suave e cálido, isto não é o que acontece com Voile, mesmo achando Black Orchid Edp um perfume perfeito em muitos sentidos, tenho que admitir que a versão Edt é muito mais rica em seu buquê floral e possui um desenvolvimento muito mais encantador que seu perfume inspirador.


Com uma saída gritante de groselha e ylang, o perfume é brilhante e inegavelmente feminino, a faceta de ylang dá um caráter extremamente fino e exótico a esta fase, posteriormente uma nota de gardênia branca e macia é envolvida em um buquê de lírios e um acorde picante e especiado, que esconde em seu cerne a nossa adorada Orquídea negra, poderosamente mortal e lasciva. Por fim um manto de patchulí e notas especiadas de canela e baunilha, adornadas por uma salada de frutas imersas em um leite morno e resinoso, finalizando assim toda a magnífica beleza desta criação.






É como o frescor de um vento gelado sussurando em um jardim na noite fria ; as horas vão altas e eis que surge uma figura de mulher, vestida de todo em branco virginal de uma mortalha, adornada de inúmeros bordados em madrepérola, a sua cútis extremamente branca reluz sob o luar entre as árvores de uma antiga necrópole. Essa mulher vampira sai à caça para saciar sua sede por sangue quente, vivo e vermelho, dona de um poder lascivo que hipnotiza suas vítimas através de seu aroma denso de inúmeras flores brancas de gardênia e lírio.





Seu sensual perfume é sentido por sua presa, que se deixa envolver por sua beleza em um arroubo de prazer carnal, a nossa Dama Branca, deusa da noite e senhora das trevas, usa de seus sortilégios sensuais e beija a vítima. Em seu beijo, seu aroma inconfundível e conseqüentemente a entrega às trevas na noite fria. Sem mais perguntas, a vítima está morta e sangra intensamente para alimentar esta cruel entidade noturna, saciando sua sede, aumentando sua juventude e beleza, algumas gotas de sangue quente caem sobre sua mortalha branca, tingindo de vermelho o que antes era imaculado e puro, aquecendo sua pele e seu frio coração.


As horas passam e nossa Dama Vampira precisa voltar a seu ataúde para dormir o infindo sono da eternidade e mais uma vez na noite seguinte alimentar-se, seduzir e endoidecer muitos outros com seu aroma mortal de brancas flores e especiarias finas.


Italo Wolff é escritor de perfumes de Alagoas (Brasil) e colaborador exclusivo para o Perfume da Rosa Negra


(English version)



Voile de Fleur is an aroma which has been for a long time on my mind and perfuming my body. One more time I got surprised with Tom Ford's prodigious mind, as if it were not enough to create only good perfumes, he has released in the market true "dramas noir" in form of fragrance.


Starting from the extremely powerful concept of Black Orchid Edp, in which the black and hipnotic scent is able to take the breath of the most insensible mortal, he comes to present us now the version Black Orchid Voile de Fleur in Edt concentration. How great was my amazement and admiration when sipping these aromatic molecules, I had imagined it would be only a softer version and perhaps without enchantement in front of its matrix. Most of Edt versions come soft and warm, this is not the case in Voile, even I find Black Orchid EDP a perfect perfume in all senses, I have to admit that the Edt version is richer in its floral bouquet and still has a more charming development in comparison to its inspiring perfume.


With a very clear opening of currant and ylang, the perfume is bright and undeniably female, the ylang face gives Voile a character extremely elegant and exotic in this phase, later a soft white gardenia note is involved in a bouquet of lilies and a peppery and spicy chord, which hides in its heart the adored Black orchid, powerfully deathful and lascive. Finally, a mantle of patchouli is added to spicy notes of cinnamon and vanilla, adorned by a fruits salad immersed in a resinous milky scent, then finalizing the beauty of this magnificent creation.


It is like the freshness of a frozen wind whispering in a garden in the cold night ; the hours are high and then the image of a woman dressed all in virgin white of a shroud appears, adorned numerous embroideries in mother of pearl, her cutis extremely white brightens under the firelight among the trees of an old cemetery. This vampire woman leaves for hunting to sate her thirst for warm, live and red blood, she is owner of a lascive power which hipnotizes her victims through her dense scent of inumerous white flowers of gardenia and lily.


Her sensual perfume is felt by her prey, that let be involved by her beauty in a carnal pleasure, our White lady, night godness and darkness lady uses her indulgeous witchcraft and kisses the victim. In her kiss, her unmistakable aroma and consequently gives herself to the darkness of the cold night. With no more questions, the victim is dead and bleed intensely to feed this cruel nocturnal divine essence, quenching her thirst, making her younger and more beautiful, some warm blood drops fall on her white shroud and incrimson what before was immaculated and pure, warming her skin and her cold heart.


The hours are spent and our Vampire lady needs to be back to her tomb to sleep her endless eternity sleep and one more time in the following night feeds herself, seduces and makes mad many others with her mortal scent of white flowers and fine spicies.


Italo Wolff is fragrance writer from Alagoas, Brazil and is collaborator for Perfume da Rosa Negra.


Tom Ford ad. Google images

2 comentários:

BIANCA disse...

CRIS ROSA NEGRA desculpe incomodar, mais é que eu tenho uma amiga viajando para Paris essa semana e gostei muito do que vc escreveu sobre 2 perfumes do TOM FORD, black orchid e white patchouli, eu queria que vc me indicasse um desses dois , não posso comprar os dois( buáaaa ), amo cheiro de flores e meu perfume usual é o Pure Poison ( meu predileto), qual dos dois seria mais usa-vel no verão que esta por vir? Muito obrigada, beijão.

Cristiane Gonçalves aka Cris Rosa Negra disse...

Olá Bianca,
Se você gosta de flores brancas, pelo que é o que parece, a sugestão é a versão Black Orchid Voile de Fleur que mantém as flores brancas e o fundo denso e encorpado do Black Orchid. No entanto você pode também optar por White Patchouli, a saber que é um perfume "branco" e muito unusual o que refletiria uma lance de sorte para que você o aprecie.
Particulamente, eu, Cris, prefiro o Black Orchid, mas confesso que ele não é um perfume floral no estilo que você usa e é um perfume elegantemente dark e trufado, tendo este lado gustativo que saíria fora do verão.
Qualquer um destes perfumes, no caso, o Black Orchid Voile e o White Patchouli, use em doses homeopáticas no verão.
Obrigada pela consulta!
Cris & Italo