terça-feira, 23 de outubro de 2007

Nuits de Noho, Bond n.º 9



Nuits de Noho, gourmand 'noturno' lançado por Bond n.º 9, promete ser a metáfora perfumística das noites incríveis de New York, mais especificamente de Noho, região da Broadway, famosa por seus musicais e espetáculos teatrais. Para Nuits de Noho, a noite é uma criança e quem o usa é um adulto sexy e boêmio. A marca que idealiza seus perfumes baseados em vários bairros de Nova York lança o seu nightlife perfume cuja mistura é composta por notas de almiscar e baunilha, bergamota, rosewood, jasmin e patchuli.
Com esta introdução inicial de Nuits de Noho, tento imaginar qual o perfume das noites de Noho, porque sinceramente este Bond nº 9 não me convenceu do seu poder noturno. As notas de saída lembra a sensualidade de Angel de Thierry Mugler, que inclusive é um fantasma nesta 'noite de Noho' que assombra a evolução até a base do perfume. É impressionante como nuances das notas de cabeça destacam em minha pele uma factível baunilha achocolatada, semelhante ao Angel com um acorde trufado de Black Orchid de Tom Ford. Para quem é fã destes perfumes e se animou com a possibilidade de ter um perfume do mesmo nível, esqueça de Nuits de Noho. Melhor deixá-lo nas mãos da Estátua da Liberdade e borrifar Angel ou Black Orchid para ir a Broadway.



Não, não precisa se perguntar: "Ele é tão ruim assim?" Eu respondo-lhe: Não é ruim! Ele é bom se você ganhar de presente e gostar de uma leve lembrança de Thierry Mugler pagando por isto; é ruim levando em conta o custeio do preço de qualquer Bond nº 9, que por sinal não é nada barato. Na dúvida, vá para outro bairro de Nova York e veja se encontra o seu aroma. Eu encontrei o meu em Chinatown, pelo menos até agora.
Pesadelos à parte em Nuits de Noho, conto-lhe agora do que pode "elevar a moral" de Nuits de Noho. Use-o para dormir. Após uma abertura que lembra rum, tome uma boa dose da bebida para aquecer-se de um suposto frio como o da terra do Tio Sam. Após um drinque Bondiano, notará que um floral confuso acompanhará seu sono mais profundo(ou uma soneca, caso não aguente conciliar um durável sono com o perfume).
Não sinto tanto jasmin, no entanto o bom é sentir um pouco mais de baunilha e patchuli que justificam um conforto na fragrância, melhor se em uma cama bem sensual para aproveitar o aspecto quente destas notas. Uma fragrância indulgente como divulgado? Só se os teus sonhos forem doces. Não é um gourmand fascinante. Deite-se e, antes de dormir, ore para encontrar um mais fascinante na linha Bond nº 9 depois do aclamado Chinatown.
É impressionante notar como há uma diferença nítida de conceitos de sexy e noturno tanto para americanos como para europeus,considerando o 'berço das fragrâncias'. Grande parte do público americano simplesmente idolatra Nuits de Noho e a impressão que fica é que um perfume low-profile, assombrado por Angel de Thierry Mugler e menos invasivo que este, é o ideal de boa parte dos americanos para andar pelas ruas da Broadway como reis e rainhas da noite. Adoro Nova York, mas prefiro andar pelas ruas de Paris, Berlim ou Milão com um perfume mais denso e que não tire minha insônia.
Boa noite, vou dormir! Ainda tenho Nuits de Noho na pele. Deseje-me bons sonhos com novos aromas de Bond n.º 9.








Imagens: Respectivamente dos sites Bond Fragrances Blog
Bond n.º 9
e pbase

Nenhum comentário: