terça-feira, 28 de agosto de 2007

Marc Jacobs for Women, Marc Jacobs


A imagem acima, parte da campanha de Marc Jacobs for women, é uma perfeita imagem-metáfora do próprio perfume. Uma das mais realistas que já vi para um perfume floral, simples na composição e desenvolvimento nas notas, no entanto sofisticado para tardes de verão. Aquelas tardes que um perfume cítrico não dará a elegância exata.
Em primeiro lugar, a gardênia abre espaço com suas pétalas doces, que se tornam mais intensas com a presença de um aroma característico de coco, algumas nuances tímidas de bergamota e alguma lembrança de jasmin, o qual se esforça em vão para reinar junto à gardênia neste bouquet de uma única flor assinado pelo estilista Marc Jacobs. A imaginária nota de coconut dialoga com a imagem acima, trazendo à minha mente a mesma nota de coconut que sinto no sofisticado Azurée Soleil, a fragrância boom do "turquesa" summer americano. A diferença é que na fragrância de verão de Estée Lauder / Tom Ford, o coco é mais delicado.
Ostensivamente, a gardênia é absoluta em Marc Jacobs for women e, o melhor da fragrância, é que não é uma gardênia sintética. Ela chega a ter uma cremosidade como se as flores fossem misturadas com essa nota imaginária de coco, formando um perfume hidratante, consideravelmente envolvente para sua simplicidade.
O simples de Marc Jacobs for women é o mesmo simples que me remete o Carolina, de Carolina Herrera . É aquela fragrância que mesmo na sutileza é ideal para mulheres adultas, que não querem ficar over, mas que desejam expor com certa convicção a escolha de sua fragrância.



Marc Jacobs alcançou um meio-termo em sua fragrância, ou seja, não é um perfume descartável como de outros estilistas. Merece ser visto como uma
opção para amantes da gardênia com fundo adocicado, tendo em vista que ela se sobressai desta forma. Uma gardênia paralela, comparada a uma água perfumada, mais "alcoolizada" e com influência do cheiro de folhas verdes é o Gardênia da linha americana Bath & Body Works, menos elegante mas com a similaridade da flor.
E falando da elegância, que lembra moda, que por sua vez lembra Marc Jacobs e também seu perfume; esta fragrância consegue resumir um lado do estilista e sua relação com seu país e Paris. Assim como Marc Jacobs e suas raízes americanas, o perfume segue o tradicional nariz do público americano. É um perfume sutil e tradicional. No entanto, o perfume parece sofrer também a mesma influência que Marc Jacobs sofre com relação à Europa, especificamente Paris. Combina com a capital do romance e aquelas tardes descontraídas de verão, nas quais a mulher veste um dos modelos do estilista e pincela algumas gotas de Marc Jacobs for women. Afinal, Marc Jacobs respira Paris, a sua capital da moda.



Modelo da Coleção Marc Jacobs

Nenhum comentário: