segunda-feira, 16 de julho de 2007

Perfumaria árabe - quebrando paradigmas


Existem alguns paradigmas que tem que ser quebrados com relação aos perfumes árabes. De fato as embalagens são lindas, mas não fazem o perfume ; os melhores perfumes concentrados à óleo são aqueles feitos por designers árabes (ou que tem outra nacionalidade mas que tem um viés oriental como é o caso do Cambojianos e indianos) que são grandes artistas artesanais. Basta pensarmos que a perfumaria árabe é uma perfumaria de nicchia (perfumes que não se encontram nas grandes redes comerciais, tidos como exclusivos e raros), só que uma nicchia muito movida por aspectos culturais do oriente, que são diferentes de um Serge Lutens, por exemplo, que tem a ostentação de uma Shiseido por trás do talento dele. A perfumaria árabe é uma perfumaria onde se busca inspiração do "chão árabe", das coisas da terra como a rosa (que é um elemento base na perfumaria árabe), o Agarwood ( que é fruto de um processo de decomposição nas árvores no qual se extrai uma das resinas mais caras e mais exóticas do mundo), do musk e do sandalo em formas mais puras e intoxicantes(que transitam desde o afrodisíaco até as propriedades terapêuticas, entre outros). O expertise para elaboração de óleos concentrados na sua forma mais genuína se mantém dentro do povo árabe e o perfume tem um mindset muito mais elaborado do que estamos acostumados com todas estas grifes que falamos. O mindset deles está relacionado a bem estar, auto-estima, família, qualidade de vida. O perfume não é só pra se perfumar, mas para exalar no incensário, para curar depressão, elevar a alma a um estágio de inspiração, de entrega. Digo isso pois devido ao meu contato com a cultura árabe de alguma forma, possibilitou que eu tivesse alguns contatos que entendem de attars melhor do que eu. De fato tem muitos attars (perfume, em árabe) com matérias primas extremamente caras como Ambergris branco, Musk negro, Rosa Tai'fi , Agarwood , Oudhi , sandalo mysore puro e algumas outros que são a base da perfumaria árabe; no entanto o preço irá variar de acordo com o % usado e qual é o blended que o artista irá fazer.Começar a pensar em comprar perfume árabe requer que esqueçamos todos os nossos conceitos sobre tamanho do frasco, beleza da embalagem, "status" da procedência do produto (uma botique , por exemplo), pois encontaremos attars de 1ml , 3 ml ou até mais mas que são altamente concentrados e foram sofrerão infusão de matérias primas em diversos níveis de estágio. Uma única gota resulta em uma pele perfumada por todo um dia, mas não é só isso , a durabilidade e resistência destes aromas é algo fora do comum. Os perfumes considerados "majestosos" chegam a durar 60 anos e quanto mais velho, mais caro fica. Normalmente estes perfumes são dados como presentes para pessoas que tem grandes relacionamentos sejam pessoais ou de negócios com sheiks, princípes, diplomatas e tantos outros. Existem também níveis de longevidade de algumas matérias primas que as tornam mais caras, como é o caso do Ambergris. O Branco é o mais caro, o dourado fica em uma fase intermediária e o negro é o de menor qualidade e preço; por tudo isso e mais é que a perfumaria árabe não é só comprar o perfume, mas é entrar em uma cultura e fazer parte deste ritual sobre a relevância do attar dentro da cultura.Por outro lado, a perfumaria árabe também não é um mundo à parte, ela precisa se socializar com o ocidente e quebrar as fronteiras, por isso que temos linhas de vanguarda no capitalismo perfumístico que é a Amouage (que tem uma forte tradição na família imperial Omar) e o próprio Montale(que tem Attars caríssimos e dialoga com o oriente em suas fragrâncias), além de marcas mais medianas, mas igualmente importantes como AlHaramain, Ajmal, Rasasi, Swiss Arabiam parfum, AlRehab e tantas outras que investiram muito mais em marketing e tem um % de seguidores que preferem gastar em um perfume considerado mais popular que investir em um perfume feito por um perfumista artesão dos Emirados Árabes e que tem seus clientes através do boca a boca ou no seu próprio nicho ou 200 Euros em um Amouage, por exemplo.
Foto: Frascos da fragrância Gold, um clássico da marca Amouage, da família imperial Omar e uma das linhas mais caras entre as comerciais da perfumaria árabe.
Texto extraído do meu multiply de dança árabe e flamenca, no tópico de perfumaria árabe no qual também escrevo.



Nenhum comentário: