quarta-feira, 13 de julho de 2011

Perfume Review: Epic Woman, Amouage

Por Italo Wolff, Perfume da Rosa Negra, um novo tempo, um novo perfume








O que vem a ser épico? Épico é tudo aquilo que é memorável, grandioso,  heróico, poético ou sublime... Amouage tem uma maneira própria de fazer seus perfumes, as inspirações surgem de inúmeras ocasiões, até mesmo músicas e credos religiosos podem servir de inspiração para os perfumes desta marca, o que cairia melhor do que um acontecimento ou personalidade épica para servir de inspiração para um perfume? A rota da seda é o ponto de partida para esse magnífico épico perfumado, uma mulher segue esta rota em busca de poder e imortalidade, os mistérios do oriente extremo são revelados a cada pico gélido das altas montanhas e a cada curva sinuosa de estradas usadas durante muitos séculos que saiam do extremo oriente e chegavam até a Arábia. Atravessando planícies férteis e lindos campos de arroz até chegar ao escaldante calor árido do deserto, para tão somente alcançarem seu destino final.





É neste clima de mistério e aventura que o diretor criativo da Amouage Christopher Chong nos presenteia com Epic Woman, um perfume que segue o lado oposto dos perfumes ocidentais destinados a perfumar o corpo feminino. A mulher dessa épica trajetória da rota da seda tem espírito forte e não desistirá nunca de sua busca antes de conseguir o que deseja, seja essa imortalidade e renascimento real ou lendário Epic Woman nos faz acreditar apenas em uma coisa: o perfume não é apenas um artigo de higiene corporal, mas também uma obra de arte na forma de um líquido que aguça os sentidos.






Como um vento quente vindo da aridez do deserto Epic Woman mostra suas picantes notas iniciais em um acorde especiado onde a nota de pimenta rosa se destaca entre as de mais notas, para só então abrir espaço para os outros acordes de especiarias como o de canela. Diria que Epic revela em seus acordes iniciais a personalidade de uma mulher extremamente forte, que tenta projetar seu ego além do próprio corpo de modo a afastar possíveis inimigos. No decorrer dessa saga a mulher Epic torna-se mais confiante e abre seu lado mais delicado e feminino, uma estonteante nota de jasmim dança em meio à sobriedade do gerânio e a delicadeza da rosa, não obstante um acorde oriental de chá surge, como em meio a tradicional cerimônia nipônica do chá, o cheiro é leve porém penetrante, algo para ser guardado e jamais esquecido, essa cerimônia cheia de simbologia e tradição é conduzida justamente pelas mulheres do extremo oriente que servem de modo submisso e silencioso os homens que as protegem.


Epic Woman não é inerte e continua a evoluir sem pressa até chegar a uma alquimia de nuances aromática que considero invejável a qualquer perfumista, notas de incenso e aoud surgem tornando o delicado e sutil aroma floral em um potente e esfumaçado perfume oriental, a baunilha é usada de maneira diferente da maioria dos perfumes colocados no mercado atualmente, no lugar de um acorde gourmand que poderia lembrar doces e coberturas caramelizadas, temos uma baunilha aromática e balsâmica, levemente alcoólica que revela o amadurecimento desta mulher que sabe antes de mais nada ser misteriosa e desejável. Nesta finalização misteriosa e oriental ainda podemos perceber o toque aveludado do âmbar gris e o aroma terroso quase medicinal do patchouli. O mais interessante disso tudo é que um perfume com acordes tão poderosos poderia ser extremamente agressivo, até mesmo intragavél, porém Epic não se comporta desta maneira na pele, ele comporta-se de maneira intimista dando pequenos saltos entre uma camada e outra da pirâmide olfativa.


Nossa viagem olfativa nos conduziu a lugares demasiadamente exóticos, a culturas que despertam nossa curiosidade e é claro a uma busca incessante por poder e imortalidade, assim é Amouage uma marca de grandes épicos.



Italo Wolff é escritor de fragrâncias de Alagoas, Brasil  e é colaborador exclusivo para o Perfume da Rosa Negra.








Diretor Criativo da Amouage por Cristiane Gonçalves




Nenhum comentário: