domingo, 19 de junho de 2011

Sean John Unforgivable e Jequiti : Popularização do Luxo no Brasil

Por Cristiane Gonçalves, exclusivade Perfume da Rosa Negra, um novo tempo, um novo perfume




O lançamento de Sean John Unforgivable, a primeira marca internacional de fragrâncias da empresa Jequiti, é um grande e estratégico passo na Perfumaria Nacional. Segundo o seu presidente, Lásaro do Carmo Jr, em apenas 4 anos de existência, a empresa de cosméticos e perfumaria do Grupo Silvio Santos está entre as 3 maiores empresas de venda direta no país, eleita em 2010 a empresa de cosméticos do ano por uma autoridade competente no assunto, está entre as Cias mais emergentes no segmento, com um portfólio de mais de 750 produtos e um crescimento acelerado com vendas de 354 milhões em 2010 e mais de 450 milhões em 2011 até o momento, o que só vem a agregar e reforçar a posição de liderança do Brasil como o maior mercado mundial de perfumaria e o segundo mercado de vendas em vendas porta a porta.  Para uma empresa jovem, com menos de 5 anos de atuação no mercado, ela já demonstra uma visão de futuro com a parceria com Aramis  e Designer Fragrances, inovando a gama de seus produtos, com uma proposta sustentável de negócios de unir à Jequiti a visão global da perfumaria, com o barateamento da produção nacional,  a parceria de grandes grupos e a popularização de marcas de luxo. Certamente, sua estratégia é bem vinda, para trazer o melhor em qualidade de perfumaria ao consumidor, assim como acirrar a competição entre empresas líderes e expressivas  como Natura, O Boticário e Avon Brasil.





A estratégia da Jequiti ao lançar Sean John Unforgivable é interessante porque ela compete diretamente com a Avon Brasil, por exemplo, que tem já tem um histórico de fragrâncias que levam nomes de celebridades como Reese Whiterspoon e Patrick Dempsey em seus catálogos de vendas e que massificam o luxo. Sendo uma empresa 100% nacional, a Jequiti avança na concorrência e  cria um vínculo de proximidade entre fragrâncias de prestígio e a massa popular de potencias consumidores, dessa forma, ela abre caminho para inúmeras possibilidades de propiciar um produto considerado importado e de alto custo para classes C e D, por exemplo, criando mecanismos de alianças de negócio e de produção nacional que tornam o perfume mais barato. Inclusive,  o próprio sistema de vendas da Jequiti, baseado no porta a porta com diversas consultoras espalhadas pelo país, torna o luxo mais acessível a partir do momento que em uma cidade distante, com uma comunidade formada  de classes populares, o produto Jequiti é vendido e distribuído por uma consultora. Para ter uma idéia do custo da fragrância, Unforgivable é comercializado pelo preço  R$ 139,00, sendo que ele custaria mais de R$ 300 se fosse importado.  Para a diminuição desse custo, a participação da Lange Cosméticos assumindo a produção nacional de Unforgivable é de fundamental importância, ainda que insumos e embalagens continuem como items de importação. Considerando a base histórica e tradicional do luxo, no qual produtos são caros, vendidos em nichos específicos e inacessíveis a uma boa parte da população, a popularização do luxo é uma forte manobra de negócios para o crescimento do mercado consumidor, demonstrando que a massificação é uma estratégica duradoura e autosustentável em diversos segmentos do mercado Nacional.






A escolha pelas fragrâncias Sean John Unforgivable foi de bom gosto e bem coerente, considerando sua  ótima característica olfativa, as poucas opções de perfumes de celebridades que fazem a diferença, o background de vendas de Unforgivable nos Estados Unidos e a atitude comprometida e empreendedora de Sean John no desenvolvimento de seus produtos. Ele é conhecido como  rapper Puffy Daddy e é um homem de negócios extremamente empenhado no crescimento de sua marca. Ele criou um portfólio de produtos fashion e de beleza e ele sabe vender a imagem fortemente nesse segmento de perfumes de celebridades que exige uma atitude positiva e agressiva do marketing pessoal e empresarial, tanto que  Unforgivable Man ganhou o Fifi Awards como melhor fragrância luxo de 2007, e na ocasião ele brilhou nos holofotes com sua simpatia, carisma e senso de negócios. No mais, Unforgivable foi topo de vendas number #1 nos Estados Unidos e, com a sua expansão internacional, esteve entre as 3 fragrâncias mais vendidas no Reino Unido e Australia. É importante acrescentar que o duo de fragrâncias  é agradável e têm pirâmides olfativas nada empobrecidas em comparação a perfumes de celebridades que são facilmente esquecíveis; pelo contrário, Unforgivable man e woman conquistam pela versatilidade elegante, sendo a versão masculina bem adequada para o clima Brasileiro, com um fougère sedutor que abre a energia da tangerina, limão e da bergamota com um toque especiado de manjericão e refrescante da Salvia, e a versão feminina, um perfume bem mais refinado, floral  sensual com freesia e lírios, o toque levemente adocicado de coco das ilhas Seychelles e o confortável de madeiras sensuais e âmbar.



O clima no lançamento da fragrância Sean John Unforgivable estava cheio de alegria, a marca do bom humor da Jequiti. Executivos da marca estavam entusiasmados com o orgulho de lançar uma fragrância como Unforgivable, que continua sendo um sucesso de vendas após sua criação, respectivamente em 2005 para a masculina e 2006 para a feminina e pode trazer muito progresso para a Jequiti no Brasil. Além do premiado background de Unforgivable, Sean John chegou a lançar I am the King, em 2008, que também abocanhou o prêmio de melhor fragrância pela Fragrance Foundation, o que comprova que a marca tem uma aceitação e visibilidade pelo público, o que pode funcionar bem por aqui e criar um movimento de novas parcerias globais na perfumaria Brasil.





Vídeos publicitários de Unforgivable Man e Woman
Prometem atiçar o desejo por ser inesquecível




Vote Perfume da Rosa Negra no Top Blog 2011

Nenhum comentário: