segunda-feira, 6 de abril de 2009

Perfume Review: Amouage Lyric Man, Amouage


Uma das grandes vantagens da arte da perfumaria é a possibilidade de alterar o mindset de criação de fragrâncias para homens e para mulheres ou, ao menos, criar perfumes que não necessariamente tenham que seguir um status quo, alimentando certos estereótipos entre sexos. Um exemplo é o caso de perfumes que levam rosas. Um ingrediente que, dificilmente é usado pelos homens do ocidente e, de certa forma, há um preconceito tradicional que perfumes baseados em rosa são tipicamente para mocinhas, o que é puro engano e limitação olfativa.


Amouage Lyric Man ,
inspirado na rosa, quebra paradigmas mais uma vez e traz ao mercado um interessante e belo blending no qual há uma delicadeza floral, o que implica reforçar um mindset de que fragrâncias masculinas não precisam ter um cheiro abrasivo, "very macho". De certa maneira, Amouage, partindo da cultura do Leste, que respeita e usa muitas rosas em fragrâncias masculinas, confirma que as matérias florais em perfumes para homens podem render mixes que não depreciam a masculinidade, pelo contrário, a valorizam.


Amouage tem reforçado, em sua perfumaria, uma modernidade olfativa com narizes criativos e refinados como os de Bertrand Duchaufour (que criou o magnifíco Jubilation Men), balanceando em seus mixes o legado aromático de notas orientais como especiarias e madeiras exóticas com a versatilidade de fragrâncias mais leves, florais e frescas, tão comuns no ocidente. Amouage Lyric Man , lançado em 2008 e criado por Daniel Visentin, carrega em seu breakdown de notas, matérias fragrantes que misturam o frescor de notas como bergamota e lima com o romantismo das flores, um jardim de rosas, angélicas e flores de laranjeira e, no final do desenvolvimento, para fazer menção à magia de especiarias, incensos e madeiras do Leste, a fragrância se harmoniza como as notas de uma sinfonia, levando notas de gálbano, gengibre, açafrão e noz-moscada, madeira de pinheiro e de sândalo, almíscar, baunilha e incenso.


Lyric Man faz jus ao encantamento olfativo que o diretor criativo de Amouage, Christopher Chong tem trazido para a marca. Muito além de somente encantar consumidores a conhecer melhor a marca, a direção criativa também está sendo bastante estratégica. Os últimos lançamentos como Lyric Man e Woman e Jubilation Men e Woman são muito mais cativantes que fragrâncias mais antigas da marca como Gold e Ciel. Elas deixam suas marcas em narizes que, anteriormente, nunca haviam visto falar sobre Amouage e/ou nunca haviam dado a devida atenção merecida, logo sob meu ponto de vista, Amouage se renovou e abriu espaço para competir mais ainda globalmente e, principalmente, entre seus oponentes ocidentais.




Lyric Man é uma fragrância leve, bem feita e acessível, sob o ponto de vista técnico. Primeiro, não há a pungência exagerada de matérias primas orientais em um mix "estilo oriente médio", logo a aceitação por parte do público acaba sendo mais democrática e compartilhável tanto por homens quanto por mulheres. A acessibilidade é que, ao aspirar o aroma, Lyric Man
entra no cognitivo do consumidor na mesma velocidade que o som de uma canção e, boa música costuma agradar ouvidos assim como bom perfume agrada a narizes. O início da fragrância é sustentado por um aroma mais focado no triângulo amoroso entre bergamota, rosas e gálbano unindo as três pontas do frescor, delicadeza e a exótica orientalidade. Há um mistério na primeira cheirada como se os primeiros sons de uma canção indicassem que haverá um clímax sonoro mais adiante, neste caso, Lyric Man tem gradações, letra a letra, em suas notas olfativas. A rosa e bergamota são bem marcadas com a leveza e há um certo traço inusitado e atalcado no início da fragrância, no entanto há também a sinuosidade de notas especiadas como a noz-moscada e o açafrão que,ora se aproximam, ora se distanciam colaborando para a riqueza de nuances. Como notas deste clímax olfativo, é possível sentir o som surreal da noz-moscada em uma base "rosal" mais almiscarada que incensada.


Oniricamente, nesta experiência olfativa, o nome
Lyric, letra e música, cria a imagem sensível e masculina de músicos do Oriente, tocadores de derbake, poetas e mensageiros do som, som que uma vez capturado pelos nossos ouvidos exerce a mesma emoção de aromas que são capturados pelos nossos narizes. O sutil aroma das rosas evidencia que o homem, romântico e sensível, com nobres sentimentos tem a alma de artista.É um gentleman,por natureza. É um músico que carrega a sensibilidade tão recorrente em almas femininas e está fora dos estereótipos de masculinidade que dizem que ele não pode sentir uma emoção mais profunda, não pode entregar-se aos sentimentos e expressar a canção-tema de suntuosos jardins orientais nos quais também o seu coração floresce.


Lyric toca em sua pele, ele toca o instrumento musical e o perfume de sua alma é exalado como uma " verdadeira lyric" majestosa, elegante, inesquecível.
Notas musicais e notas olfativas se mesclam e se completam e as divinas artes da música e perfumaria juntas fazem nascer uma brilhante e única flor, uma rosa-cravo nos jardins de Amouage.



(English version)




One of the major advantages in the perfumery art is the possibility of changing the mindset of perfume making for men and women or, at least, create perfumes which don't have to follow some status quo, feeding certain stereotypes between sexies. An example is related to perfumes which feature roses. An ingredient which hardly is worn by West men and, in certain way, there is a traditional prejudice that perfumes inspired in roses are typically for ladies, what it means a pure mistake and olfactory limitation.


Amouage Lyric Man ,
inspired in roses, breaks paradigms one more time and brings to the market an interesting and beautiful blending in which there is the floral delicateness what implies reinforcing a mindset that male fragrances do not need to have a strong men's scent, "very macho". In certain way, Amouage, starts from the East culture, that respects and uses many roses in male fragrances, confirming that floral raw materials in men's perfumes can produce mixes which do not lower the worth of the masculinity , on the contrary, they value it.


Amouage has reinforced in its perfumery an olfactory modernity having creative and refined noses such as Bertrand Duchaufour (who composed the magnificent Jubilation Men), balancing in their mixes the aromatic legacy of East notes as spicies and exotic woodies with the versatility of light and fresh fragrances, so common in the West. Amouage Lyric Man , released in 2008 and created by Daniel Visentin, carries in its notes breakdown, fragrant materials which blend the freshness of bergamot and lime with the flowers romantism, a garden of roses, angelicas and orange blossoms and, at the final development, to honour the magie of spicies, incenses and East woodies, the fragrance harmonizes itself as the notes of a symphony, featuring notes of galbanum, ginger, saffron and nutmeg, pine tree, sandalwood, musk, vanilla and incense.


Lyric Man is very well aligned to the olfactive enchantement which has been brought to the brand by the Amouage creative director Christopher Chong . Much more than only enchanting consumers and guide them to know better the brand, the creative direction has been very strategical. The last releases such as Lyric Man and Woman and Jubilation Men and Woman are better captivating perfumes when compared to Amouage older fragrances as Gold and Ciel. They let their scents linger in noses that, previously, have never heard from Amouage and/or have never given the deserving attention, then, under my point of view, Amouage has been innovative and opened space to compete more globally and, mainly, among its west competitors.


Lyric Man is a light, well-done and accessible ,under the technical point of view. Firstly, there is no exaggerated pungency of oriental raw materials as those mixes "Middle Eastern style", then its approval by the audience is more democratic and wearable by men and women. Its accessible way is that, when someone inhales the aroma, Lyric Man
enters in the consumer mind as fast as the sound of a lyric and, good music pleases ears as well as a good perfume pleases noses. The fragrance start is sustained by an aroma more focused in the love triangle among the bergamot, roses and galbanum joining the three tips : freshness, delicateness and exotic orientality. There is a mystery in the first sniff as if the first sounds of a lyric would indicate that it will be a sonorous clímax ahead, in this fact, Lyric Man has resonant chords, lyric by lyric, in its olfactory notes. The rose and the bergamot are very well marked on the blending with some lightness and there is a certain powdery effect at the beginning of the fragrance, however there is also the sinuous effect of spicies notes such nutmeg and saffron, both sometimes are closer, sometimes are distant, collaborating to its nuances richness . As notes of a olfactory pleasure, it is possible to feel the surreal sound of nutmeg in a rosy base ,muskier than incense-like.


In an oniric manner in this olfactive experience, the name
Lyric, lyrics and music, creates the sensitive and male picture of East musicians, derbake players, poets and messengers of the sound; sound which is captured by our ears has the same emotion of aromas which are captured by our noses. The slight scent of roses becomes evident that a man, romantic and touchy, with noble feelings has an artist soul. He is a gentleman in his own nature. He is a musician who carries the sensibility so common in female spirits and he is out of stereotypes of masculinity that affirm he cannot feel deep emotions, he cannot surrender himself and express the theme-song of sultry oriental gardens , where his heart also blooms.

Lyric touches his skin, he touches the musical instrument and his soul perfume is exhaled as a majestic, elegant and unforgettable " true lyric". Musical notes and olfactive ones are blended and complete themselves and the divine arts of music and perfumery together make flourish a brilliant and unique flower, a
rose-carnation in the gardens of Amouage.

This fragrance line can be found at 4SeasonsProducts


Photos: Amouage Lyric ad. All photo rights reserved to Amouage.
Review: Copyright Cristiane Gonçalves aka Cris Rosa Negra for Perfume da Rosa Negra

Nenhum comentário: