sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Perfume Review: Silver Shadow , Davidoff



Silver Shadow (Eau de Toilette) é uma fascinante fragrância amadeirada oriental para homens lançada na Europa em 2005 pela marca alemã de artigos de luxo Davidoff , a mesma criadora do conhecido Cool Water. Leva notas de laranja amarga, canela, cravo, açafrão, patchouli, madeira de cedro, âmbar e benjoim.

A fragrância foi criada pelo ganhador do prêmio Coty de perfumaria (2001),
Francis Kurkdjian, um dos perfumistas mais talentosos na indústria e responsável pela criação da poderosa fragrância sexy, Le Malê de Jean Paul Gaultier, a subversiva fragrância para consumidores que desejam um perfume de personalidade que deixa rastro em qualquer lugar. No caso de Le Malê, o rastro tem sido deixado por anos e anos até agora e influenciou uma geração de homens( e mulheres que caíram de amores por homens que usam este clássico de Gaultier) . Ele também é criador do belíssimo "For Her" de Narciso Rodriguez (juntamente com Christine Nagel), coincidentemente o perfume resenhado ontem por mim ( e sem planejamentos, eu juro!), sendo assim será que estou seguindo Francis ou ele que está me seguindo (risos)... Espero que ele esteja me seguindo e que venham mais fragrâncias by Kurkdjian.

Pessoalmente, eu gosto de Francis Kurkdjian como um designer de fragrâncias da nova geração. Mais do que um perfumista, seu background está relacionado com a música e a dança, artes que eu realmente aprecio e que contribuem para criar um diferente padrão de pensamento na sensibilidade de um perfumista. Além disso, sempre penso que ele é um dos que estão preparados para fazer a diferença neste campo, não importa trabalhando de forma privada e exclusiva em seu próprio negócio como no seu atelier de perfumes ou criando fragrâncias bem sucedidas para os clientes da perfumaria fina massiva. Como qualquer "nariz", é altamente importante contrabalancear criações nas quais há um equilíbrio da arte em fragrâncias em um negócio de luxo privado e exclusivo e também alcançar os resultados das necessidades comerciais de uma empresa de aromas e fragrâncias como, por exemplo, a Quest International (agora Givaudan na Divisão de fragrâncias ) , Takasago e seus clientes, em geral; companhias que Francis Kurkdjian, respectivamente, trabalhou e tem trabalhado. Sobre Silver Shadow, as palavras dele no site Davidoff somente confirmam sua sensibilidade e refinamento em criações: "Davidoff Silver Shadow é uma fragrância chique, refinada e confortável, um verdadeiro Eau de Toilette que convenceu através de uma memória olfativa bem diferenciada e nobre".




Infelizmente, Silver Shadow foi uma descoberta tardia para mim e como a maioria das descobertas tardias foi um momento apaixonante e surpreendente quando o cheirei na loja de perfumes. Eu olhava para todos os perfumes e estava cansada de procurar por algo que pudesse me impressionar, de verdade. Embora minha lista de desejos por perfumes pareça não ter fim, a maioria dos perfumes que estão nela estão relacionados a fragrâncias de nichia e também exclusivas que não são vendidas no Brasil e isso é um fato. Silver Shadow não estava nela. Ultimamente tenho sido exigente com perfumes e os que se vendem nos grandes varejos não têm me impressionado, mesmo que haja alguns que eu admire mas não pagaria por um frasco. Silver Shadow trouxe-me um refrescar, uma esperança. É uma "fragrância para homens" mas desde que meus perfumes e gostos não são guiados pela classificação da indústria, nos últimos dois anos adquiri M7 e Body Kouros (Yves Saint Laurent), Dior Homme (Dior) e Boss Soul (Hugo Boss). Eles são incríveis na minha pele, totalmente compartilhável para mulheres que adoram perfumes masculinos e que procuram por algo que não precisa estar "bajo" o paradigma de florais, frutais, doces e abaunilhados. Agora Silver Shadow faz parte da minha coleção especial de "fragrâncias masculinas", fazendo também par com Echo Woman , um dos perfumes femininos da marca Davidoff.

Ao cheirá-lo, imediatamente pensei: " Que aroma diferente, totalmente perfeito para a pele da mulher". Naquele instante, eu esqueci completamente de Miss Dior Chèrie Eau de Printemps que, ainda permanecia no outro braço, gritando para mim : "Cris, olha para mim!" . O sentido de audição surreal não estava funcionando. Silver Shadow deixou-me completamente surda com relação aos sussuros de Dior.

Silver Shadow e eu : uma paixão repentina, tão incrível
. O perfume veio em minha direção como um homem perfumado, irresistível de resistir. A elegância deste perfume fez lembrar-me de alguns Chanels, principalmente Egöiste Platinum. Esta lembrança não era uma memória olfativa e algo relacionado a similaridades no cheiro(de fato, eles são bem diferentes nas notas), mas era uma lembrança por ser moderno, claro, sedutor e refinado, também sempre cosmopolita. As notas de cabeça pareciam familares mas não óbvias, então sempre havia um componente cativante e misterioso no mix do perfume que podia mover qualquer um a dizer : "Hmmm, eu gosto disso!"


Fui envolvida por uma corrente de nota frutal com canela, perfeitamente misturadas causando o primeiro desejo: o desejo de revelar a sombra por trás da criação de Davidoff. O especiado foi uma nota essencial para guiar-me para as notas de coração e fiquei enlouquecida para saber se a fragrância seria tão perfeita na minha pele. O começo do perfume tinha um fascínio perfumado. A laranja amarga provoca uma aproximação fresca, frutada e doce e, então o perfume se desenvolve para algo levemente especiado, ambarino e amadeirado . O acorde de Patchouli misturado à canela e ao cravo , assentado por um leve âmbar ainda impactado pela doce laranja, a qual sempre vibra de volta para "acordar " os acordes do perfume com a delicada doçura com benjoim.

Durante esta jornada olfativa, penso que as notas de açafrão e âmbar não são tão perceptíveis. Para falar a verdade, eu realmente penso que elas não são tão poderosas como as amadeiradas, especiadas e doces são neste perfume, mas a ação delas no perfume é consequencial e bem sucedida; por que as especiarias aqui não são como as dos perfumes que levam canelas e cravos e que rotulam o perfume como um oriental poderoso, algo extremamente incensado, seco e que lembra fragrância oriental ou aquelas altamente influenciáveis pelo Oriente. Em Silver Shadown, as especiarias alcançam o apelo oriental de uma forma refinada, leve mas viciante. Este é o bottom line da fragrância .

Silver Shadow tem um bonito mix de frescor, doçura e amadeirado. Além disso , quando eu comparo esta fragrância com outras lançadas para o público masculino nos últimos anos, acho que Silver Shadow é um dos mais interessantes já que outros estão fora das sensações de fascinação, não são aqueles perfumes bem-feitos que fazem um homem usá-los e que as mulheres merecem cheirar durante a presença de um homem. Sim, nós mulheres gostamos de sombras, as mais perfumadas. Se você usa Silver Shadow, eu quero que sua sombra me siga.






"Entre no luxuoso mundo de Davidoff Silver Shadow, uma fragrância não ordinária para um homem não ordinário. Carismático e misterioso, Davidoff Silver Shadow man deixa para trás seu inesquecível rastro . Sua fragrância é sua assinatura, uma fascinante sombra em sua personalidade" ( Zino Davidoff)


(English Version)

Silver Shadow (Eau de Toilette) is a fascinating modern woody oriental fragrance for men launched in Europe in 2005 by the luxury goods German brand, Davidoff the same brand of Cool Water . It has notes of Bitter orange, cinammon, clove, saffron, patchouli, cedarwood, amber and benzoim.

The fragrance was
created by the Coty Prize winner parfumer (2001) Francis Kurkdjian, one of the most talented perfumers of this industry and the responsible for the creation of the powerful sexy fragrance, Le Malê for Jean Paul Gaultier, a subversive fragrance for perfume consumers who wish a fragrance of personality that always lingers anywhere. In the case of Le Malê, it has lingered for years and years untill now and influenced a generation of men (and women who madly in love with men who wear this classic of Gaultier). He is also the creator of the gorgeous "For Her" de Narciso Rodriguez (together with Christine Nagel), and as it happens, the perfume was reviewed by me yesterday
(and with no planning, I swear it!), so am I following Francis or he is following me (Lol) ... I hope he is following me and that come new fragrances by Kurkdjian.


Personally, I like Francis Kurkdjian as a fragrance designer of the new generation. More than just a perfumer, his background was involved to music and dance, arts which I really appreciate and that contribute to create a different mindset in any perfumer sensibility. Besides I always think he is an parfumer prepared to make the difference in this field , no matter working on a private and exclusive perfume business such as his perfume atelier or creating sucessful fragrances for the clients of the perfumery mass-industry. As any nose, it is highly important to balance creations in which there are a balance to work art in fragrance in a private and exclusive luxury business and also achieve the commercial needs of a perfume and flavours aroma as Quest International (now Givaudan at Fragrances division ) , Takasago and their clients; companies that Frank Kurkdjian, respectively, worked and has worked for. About Silver Shadow, his words in Davidoff site just confirm his sensibility and refinement in creations: "Davidoff Silver Shadow is a chic, a refined, confortable fragrance, a truly Eau de Toilette that convinced through a very distinctive and noble olfactory memory".

Unfortunatelly, Silver Shadow was a late disclosure for myself and as most of late disclosures, it was a passionate and suprising moment when I smelt it in the perfume store. I looked at all the perfumes and was tired of searching for something that would impress me. Even my perfume wishlist seems not to have an end, most of the perfumes that belong to it are related to niche and exclusive fragrances that are not sold in Brazil and this is a fact, Silver Shadow was not there. Lately I have been demanded about fragrances and the massive ones have not impressed me, even there are some that I really admire but I would not pay for a bottle. Silver Shadow brought me a new refresh, a new hope. It is "male fragrance" but since my perfumes and tastes are guided by industry classification,in the last two years I have acquired male fragrances as M7 and Body Kouros (Yves Saint Laurent), Dior Homme (Dior) and Boss Soul (Hugo Boss) . They are great on my skin, wearable for women who enjoy them and look for something that do not need to be under the paradigms of floral, fruity, sweet and vanilllic. Now Silver Shadow is joined to my special "male" fragrances collection, making a couple with Echo Woman , one of the female fragrances of Davidoff brand.

I immediately thought: " What different smell, totally perfect to a woman skin". At this time, I completely forgot of Miss Dior Chèrie Eau de Printemps which , still layered on my other arm, screamed to me : "Cris, look at me!" . The sense of a surrealistic audition was not working. Silver Shadow let me completely deaf for Dior's whispers.

Silver Shadow and I : a unhesitating
passion, so incredible. The perfume arrived coming to my direction as a fragrant man, irresistible to resist. Its elegancy make me remind of some Chanels, mainly Egöiste Platinum. This reminder was not about an olfactory memory and some smell similarities (in fact, they are completely different in notes), but it was about a smell that is modern clean, seductive and refined, always cosmopolita. The top notes were familiar but not obvious, so always there was a captivating and misterious component(s) in the perfume mix that just moved anyone to say; "Wow, I like it!"


I was involved by a sweet blast of some fruity note and cinammon, perfectly blended causing the first wish: the wish of revealing the shadow behind the creation of Davidoff. The spicy was an essential note to lead me to the middle notes and I was crazy about knowing if the fragrance would be perfect on my skin. This fragrance beginning had a fragrant fascination, the bitter orange provokes a fresh, fruity and sweet approach and then begins to fade into a slightly spicy-ambered-woody perfume. The Patchouli accord blended with cinammon and clove and layered by a light amber impacted by a sweet orange that vibrates always back to "awake" the perfume accords with a very slight sweetness with benzoim.

During this olfactory journey I think that saffron and amber notes were not so perceptible. Telling you the truth I really think they are not powerful as woody, spicy and sweeet notes are in Silver Shadow, but their action on the perfume is consequential and sucessfull, because the spicies here are not about those perfumes in which cinammons and cloves label the perfume as a powerful oriental, something extremely incensed, dry or that remind of a western fragrance or something influenced by the Orient. The spicies achieve the oriental appeal in a refined way, light but also addict .That is the bottom line of this fragrance.


Silver Shadown has a beautiful mix of freshness, sweetness and woodiness. Moreover, when I compare this fragrance to others released male fragrances in the last years, I think Silver Shadow is one of the most interesting perfumes since many others are out of allurement sensations, are not well-done to make a man wear them and are not good enough to make women smell a good scent on men during their presences. Yes, we women like shadows, the most fragrant ones. If you wear Silver Shadow, I wanna your shadow following me.

"Enter the luxurious world of Davidoff Silver Shadow, a non ordinary fragrance for a non ordinary man. Charismatic and mysterious, the Davidoff Silver Shadow man leaves behind him an unforgettable fragrance trail. His fragrance is his signature, a fascinating shadow of his personality" ( Zino Davidoff)

Photos: Davidoff site. Photos rights reserved to the source.

2 comentários:

Italo Wolff disse...

Hum agora me deu vontade de sentir esse tal de Pure Blend, também gosto muito de Silver Shadow, sempre olhei torto pra Davidoff pelo seu 1° perfume, eu detesto aquaticos até sentir esse a que a Cris se refere a marca realmente passou a me agradar

Cris Rosa Negra disse...

Querido Italo,
Com certeza, esta é uma bela criação de Francis K. Embora não muito divulgado, é um grande achado. A versão Pure Blend tem acrescimento de especiarias, canela e cravo e parece-me que a parte ambarina é mais sedutora. O Marco adora a fragrância também e disse que o Pure Blend é para ocasiões mais noturnas. Quando experimentar- venha para o blog e diga-nos o que achou. um beijo, Cris