sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Perfume review: Kenzo JungleL'elephant by Italo Wolff

Caros(as) leitores

Há alguns meses, Italo Wolff, apaixonado por perfumes do Brazil participou do Amigos da Rosa Negra, mostrando o seu amor e talento com as palavras resenhando sobre o clássico Opium de Yves Saint Laurent. Desta vez, ele volta ao blog, agora oficialmente como meu regular colaborador convidado, crítico de perfumes do Perfume da Rosa Negra. Passarei a palavra a Italo Wolff, mas não posso deixar de reforçar que temos uma alma gêmea com relação a perfumes e sobre a vida em geral. Italo tem um ótimo conhecimento sobre fragrâncias e uma sensibilidade e passionalidade com as palavras assim como eu. Não poderia deixar de convidá-lo para fazer parte da família Perfume da Rosa Negra que está crescendo em todo o mundo. Bem vindo, Italo, por amor a perfumes e a arte das palavras. (Cris Rosa Negra)

Dear readers, Some months ago, Italo Wolff, Brazilian perfume lover participated in an article series " Rosa Negra's friend", showing us his love for fragrances and writing talent when he reviewed about the YSL classic Opium. Now, he is back to the blog, now officially as my regular invited contributor, perfume critic for Perfume da Rosa Negra. I am going to give the word to Italo Wolff, but I cannot let reinforcing you that Italo and I have a type of "twin soul" related to perfumes and some life issues. Italo has a great knowledge about fragrances, sensibility and way of being passional with words like me. I could not let to invite him to be part of this family Perfume da Rosa Negra that is growing all over the world. Welcome, Italo. For the love of perfumes and art of words. (Cris Rosa Negra)





"Não é a primeira vez que vos escrevo, porém, convém me apresentar, prazer Italo Wolff. Sou alagoano e curso o 3º ano de direito. Já fiz moda e trabalho com designer de roupas há mais de 6 anos. Apaixonado por perfumes desde os 6 anos quando me encantava com a penteadeira de mamãe, cheia de Opium, Eau de Soir, Paloma Picasso, Aromatics Elixir e meu amado e adorado Shiraz(único perfume nacional que me faz ter saudades). Coleciono e aprecio perfumaria. Sempre tive um lado dramático e poético, talvez por isso minha paixão por fazer resenhas de cada aroma novo que sinto. Fui um adolescente frustrado com meu peso, até que em 2006 resolvi tomar jeito e perder 27 quilos; desde então sei o que é viver e ser feliz, claro ao lado de meus cheiros. Meus aromas inseparáveis são Black Orchid, Kenzo Jungle Elephant, Nu edp e Kingdom. Boa leitura, espero que gostem!"

"It is not the first time that I write here, but I am going to introduce me again since it is my first bilingual article. Nice to meeting you, I am Italo Wolff. I was born in Alagoas (Brazil) and I am a law student at 3. year. I studied Fashion and work as fashion designer more than 6 years. Perfume lover since I was 6 years old when I was enchated by the dressing-table of my mom, full of Opium, Eau de Soir, Paloma Picasso, Aromatics Elixir and my beloved Shiraz(unique national perfume that make me miss it).I collect and appreciate perfumery. I always have a poetic and dramatic side, maybe because of it I have this passion to write reviews everytime I sniff a new aroma. I was a teenager frustrated because of my weight until 2006 when I took an initiative and lost 27 kilos; since I lost weight, I know what is to live and be happy, of course, having my smells closer to me. My inseparable aromas are Black Orchid, Kenzo Jungle Elephant, Nu edp and Kingdom. Have a nice reading. I hope you like it."


Perfume review : Kenzo JungleL'elephant





No âmago da natureza luxuriante,uma folha de palmeira abre-se como um leque para uma fragrância cheia de cores e calor, um perfume para mulheres com personalidade, forte e inconfundível.


Isto não consegue resumir nem metade do que o perfume realmente representa depois de aplicado na pele, apenas o exotismo é instigante...



Savanas africanas, repletas de animais exóticos e perigosos, imponentes e fortes acima de tudo, que aprenderam a viver em um ambiente onde a falta é o que predomina, onde o calor escaldante o clima árido reinam durante a maior parte do ano. É nesse lugar quente e desértico, que a fragrância de Kenzo se inspira para compor esta inconfundível obra de arte.






Imaginemos uma savana banhada pela luz da Lua, em céu repleto de estrelas, que as luzes artificiais de nossas cidades não deixam transparecer, um aroma surge marcante e selvagem, vindo com a brisa dessa mata misteriosa e seca, o som das folhas a se mexerem com vento que bate e carrega o pólen de muitas flores, fazendo brotar nos lugares mais inesperados plantas de admirável beleza, parecem frágeis, mais são incrivelmente mortais se tocadas ou cheiradas. O perfume a ser descrito tem todo esse encanto e letalidade, pois se dosado a mais pode tornar-se o pior de todos os cheiros.

A mulher Jungle é realmente selvagem, é aquela que não se deixa levar pela opinião das pessoas, que não se importa em agradar ou desagradar o olfato alheio, na verdade o que ela quer acima de tudo é ser notada, seja como uma boa ou má lembrança, ousada, poderosa e forte, essas são as palavras que definem o tipo de personalidade desta mulher.

O perfume se baseia nas notas de Mandarina, Cardamomo, Cominho, Ylang-ylang, Patchouli, Baunilha e Madeira de Cashemira. Essas notas misturadas levam a um perfume Oriental Especiarado, denso e amadeirado, com predominância de acordes balsâmicos e incensados, mesmo não sendo nota chave, esse tom de incenso fica evidente na evolução. O perfume é exótico, de fixação extrema (em torno de 20 horas), orientalíssimo, quente e extremamente forte, por isso vai a ressalva de reservá-lo para a noite e em doses moderadas. A diferença entre remédio e veneno é apenas a dose, isso vale para Kenzo.

(English Version)

In the soul of luxuriant nature, a palm tree leave opens itself like a fan to a new fragrance full of colors and heat, a perfume for women with personality, strong and unmistakable.


This cannot be enough to summarize neither the half of the perfume representation after poured on skin, just the exoticism is provocative...


African Savannas, crowded by exotic and dangerous animals, above all imponent and strong; animals that learnt to live in an environment where the privation is the
preponderance, where the burning heat, the arid climate reign most of the time. In this warm and desertic place, the Kenzo fragrance inspires itself to compose this distinctive masterpiece.


Imagine a savanna covered by the light moon, in a sky full of stars, where artificial lights of our cities do not let it transparent, then an aroma appears remarkable and wild, coming with the breeze of this mysterious and dry jungle, the sound of leaves which move with a wind that touches and carries the pollen of many flowers, doing plants of admirable beauty grow in unexpected places out. They seem fragile but they are incredibly deathful if they are touched or smelt. The perfume has all this enchantment and lethality, because if it is overdosed, it may be the worst of the smells.


The Jungle woman is really wild, is the woman that never follows others people opinions, that does not bother with the pleasure or dislike of another's olfaction.As a matter of fact, what she wants is to be notable, no matter as a good or bad recall. Audacious, powerful and strong, these are words to define her personality.

The perfume is based by notes of Mandarin, Cardamon, Cumin,Ylang-ylang, Patchouli, Vanilla and Cashmere wood. These notes are blended and transformed in a Spicy Oriental, dense and wood, where there is predominancy of balsamic and incensuous accords, even they are not key notes, this incense nuance is clear in the perfume development. The fragrance is exotic, extremely lasting-power (around 20 hours), very oriental, warm and extremely strong too, because of it, Jungle L'elephant is good to wear evenings and in moderated doses. The difference between a medicine and a poison is about dose, the same is applied for Kenzo.

7 comentários:

Divina disse...

Lovely to read your writings on Chris' wonderful venue, Italo :)

Now for something funny... Your mom and I apparently have *exactly* the same taste in perfume (All of her perfumes you mentioned are favorites of mine and I own them. Paloma Picasso tops the list, probably my desert island, holy grail scent)

MMmmm then we come to us two... I own Black Orchid and Kingdom is just ok.. but Jungle L'elephant and Nu are two of my most hated perfumes! So I now am very curious to get to know your tastes as you write for Rosa Negra - I wonder if we are perfume antipodes (or evil twins as Marina over at PerfumeSmelling Things calls it!) or if this is just a fluke :)

Italo Wolff disse...

I can say with pleasure, that curious affinity olfativa we have! "
But the fact you like Paloma Picasso already very close to us because he is a strong Cyprus, and extremely dense, but hated by many adored by little given to thin noses like us, that see the beauty of notes atraz so dense!
Yes we are very similar, thanks for reading and like what you read, so it increases the desire of our blog growing.
xoxoxo

Ana Luiza Fireman disse...

Adoro ler as resenhas do Ítalo, que, com sua sensibilidade e imaginação, nos conduz a uma viagem cujo passaporte é olfato. Os aromas nas palavras de Ítalo ganham vida e força! Ele sabe traduzir com muita magia a sensação que o perfume provoca. Também sou uma fã do Jungle L'Elephant!

Parabéns, Cris e Ítalo!


Ana Luiza

Cris Rosa Negra disse...

Aninha,
Obrigada pela sua visita. Sem dúvidas, as palavras não tem limites assim como os aromas e isso fazemos bem.

bjs

Anônimo disse...

Eu não conhecia o Italo, agora quero ler tudinho que ele cheirar! Sempre tive a impressâo de que os perfumes do Kenzo eram um tanto desprezados pelo mundo "parfumista", e como grande amadora do Jungle l'Elephant, fiquei impressionada com a traduçâo escrita desse perfume tao rico em sensações! Beijos, aliki

Anônimo disse...

Nota para a Cris: hoje inauguro o Eau Première do Chanel n.5... estou vendo esta segunda gris e outonal com tanta leveza, doçura, feminilidade e firmeza, é sensacional a viagem do perfume na pele até a essencia... beijos, aliki

Italo Wolff disse...

Muito obrigado pelo reconhecimento gente, eu e Cris fazemos esses trabalhos com muito carinho pra todos vocês, tentamos ao máximo mostrar o que realmente sentimos ao aspirar o perfume, tentando dar a todos vocês momentos de prazer e ilusão ao ler as reviews