domingo, 10 de abril de 2011

Perfumes Fast - Perfume Review: Calvin Klein Beauty

Por/By Cristiane Gonçalves, Perfume da Rosa Negra,um novo tempo, um novo perfume
Portuguese/English Version






Perfume: Calvin Klein Beauty, Calvin Klein
Versão: EDP
Gênero: Feminino

 
Background: Calvin Klein é uma marca que já passou por várias fases na evolução de sua perfumaria: do pungente classicismo de Obsession nos anos 80 que ganhou o status de um perfume impregnado da poderosa ostentação dos odores orientais e especiados. Posteriormente, a marca deixou a obsessão animálica de lado, partiu para a ternura dos florais, com o igualmente clássico Eternity. Entrando nos anos 90, Calvin Klein demonstrou que o menos significa mais na perfumaria. Ingressou na era do frescor marino e green,  sexy e romântico de Escape, logo mais, alcançou um sucesso estrondoso com o atemporal CK one, uma fragrância despojada e sem ornamentos, que funciona com naturalidade coom uma segunda e refrescante pele. Mais tarde, na próxima década, Calvin Klein seguiu a tendência obrigatória da modernidade de jovens mulheres sedutoras que gostam de frutas e flores em seus perfumes: ingressou nos florais frutais adocicados e orientais com o lançamento de Euphoria. Dois anos mais tarde, lançaria o duo CKin2U para se conectar com a juventude cibernética e, no ano seguinte, em 2008, reinterpretaria a sua obsessão perfumada, com Secret Obsession, divulgando uma campanha polêmica com a atriz Eva Mendes. Em 2010, com o lançamento de Beauty, que tem como pub a atriz Diane Kruger, a marca pede perdão pelos últimos pecados, ou seja,  deixa a juventude e o apelo sexual de suas campanhas de lado e realiza uma fragrância para uma mulher autoconfiante confiante, madura e elegante cuja beleza vem de dentro para fora. Na campanha, Diane veste um vestido branco, fluído, refinado que demonstra suas curvas e como uma mulher de sua idade é naturalmente bela. Além disso, para o mix do perfume,  o copo de leite (conhecido como Calla Lily) é selecionado para protagonizar a feminilidade delicada e sofisticada da mulher Calvin Klein e o belíssimo frasco de formas arrendondadas em um anel metálico comprovam que é tempo de sofisticação em Calvin Klein.






Desenvolvimento: A sensação imediata ao contemplar o desabrochar de Calvin Klein Beauty é que se trata de um perfume floral branco, inicialmente doce, cremoso e sedutor. Ele lembra a saída floral marcante  de perfumes compostos por gardenia, tuberosa e jasmin como Marc Jacobs for women e Michael Kors for women, embora seja diferente destes, Beauty traz à memória olfativa o que é sofisticado, tem personalidade e é bonito na mulher. A saída não dá um ar de elegância instantânea, a qual só impera à medida que o perfume se desenvolve em um drydown musk e o coração do jasmim floresce;  pelo contrário,  no início, sua qualidade odorífera é muito mais marcante e voluptuosa, sensualmente feminina e intoxicante e isso faz todo o sentido porque o copo de leite é uma flor exótica e venenosa por trás de sua adorável e virginal beleza. Ao mesmo tempo que ela ornamenta o espaço, assim como a beleza de uma linda mulher ao desfilar as curvas de seu corpo, ela também guarda em si o seu efeito tóxico e enfeitiça a todos com a sua magnífica presença. O perfume é muito bem harmonizado na delicadeza dos acordes florais que realçam o seu minimalismo como fragrância. Ele se torna menos adocicado e mais animálico por conta da orientalidade da semente de ambretta, levemente pincelada nele, com delicadeza. Para o público mais maduro ao qual se dirige, ele poderia ter um pouco mais de personalidade, o que combinaria mais jasmim ou outras flores marcantes como a gardenia, porém isso o descaracterizaria como um perfume mais delicado, menos over. Calvin Klein Beauty acaba se tornando o conceito dual de um floral branco musk: delicado por fora, erotizado na sua essência, em especial, pelo sedutor almíscar, o cheiro daquele rastro de prazer ocultado por um lindo e fino vestido branco.






O melhor da fragrância: a dualidade olfativa de um perfume floral sofisticado, femininamente delicado e, ao mesmo tempo, levemente sensual.



O pior da fragrância: o desenvolvimento da fragrância poderia dar vazão a singulares nuances florais e ter uma composição mais bem elaborada e criativa assim como realizado em seu antecessor Secret Obsession. Certamente, isso o qualificaria com uma fragrância menos mainstream e mais diferenciada em sua assinatura olfativa.

Poder de fixação: 7 horas

Sillage: médio

 
Drydown: Floral musk

Notas: Copo de leite, semente de ambretta, jasmim, madeira de cedro.

Recomendado para: mulheres modernas mais refinadas, acima de 25 anos, que apreciam um floral branco musk.


Avaliação





English Version

Perfume: Calvin Klein Beauty, Calvin Klein
Version: EDP
Gender: Female


Background: Calvin Klein is one of the brands that has experienced many phases in the evolution of its perfumery: from the pungent classicism of Obsession in 80's that achieved the status of a perfume filled by the powerful opulence of oriental and spicy accords. Later, the brand let its scented animalic obsession, and moved on to the tenderness of florals with its classic fragrance Eternity. Coming to 90's, Calvin Klein demonstrated that less perfume is more perfume, and it started its era of the marine and green freshness, sexy and romantic as Escape, then, the brand reached the success of a new classic releasing its timeless CK one, a cool fragrance without ornaments that works well most times bringing the naturalness of the second fresh skin. In the next decade, Calvin Klein followed the new trendy awaked by the modernity of young and seductive women who enjoy fruits and flowers in their perfumes: the brand launched its candied fruity florals vanilla oriental scents with Euphoria. Two years after, they released the duo CKin2U to be connected to the cyber young audience and, in 2008, Calvin Klein brought a modern interpretation of its fragrant obsession, releasing Secret Obsession and its controversial ad campaign staring the actress Eva Mendes. In 2010, the release of Calvin Klein Beauty, débuting as pub the actress Diane Kruger, made the brand set free of its own last sins, that is, the brand let the young audience apart and CK sex appealing ad campaigns and create a fragrance for a self-confident, mature and elegant woman, whose beauty is in her inside and in her outside. In the ad campaign, Diane wears an elegant white dress that emphasizes her body curves and values her natural mature beauty. Besides, for the composition of this perfume, the Calla Lily  is selected to perform the feminine, delicate and beautiful face of Calvin Klein woman. Its gorgeous bottle composed by round forms enveloped by a metalic ring reinforces that is time of sophistication at Calvin Klein. 


Development: The immediate sensation while sniffing the blooming of Calvin Klein Beauty is that this fragrance is about a white floral, initially, filled by a sweet, creamy and seductive accord. Its remarkable floral opening reminds me of very feminine fragrances composed by gardenia, tuberose and jasmine such as Marc Jacobs for women and Michael Kors for women, however they are different from this CK, Beauty brings to the olfactory memory what is sophisticated, has personality and is beautiful in the woman. Its heady accord does not bring an instantaneous elegance, which only reigns in the course of its development when, then, the musky drydown takes place and the jasmine floral blooms; in its beginning on the skin, the odour quality is much more remarkable and voluptuous, sensually feminine and intoxicating and it makes sense because the Calla Lily is an exotic and poisoned flower behind its lovely and virginal beauty. At the same time, the Calla Lily ornaments a place, as well as the beauty of a stunning woman while catwalkes the curves of her body, the flower also keeps in itself its toxic effect, putting a spell on all closer  with her magnific presence. The perfume is well harmonized in the delicateness of floral accords that highlight its minimalism as fragrance. The scent becomes less sweet and more animalic due to the orientality of the ambrette seeds, gently tempering Beauty with musk . Considering its target audience, the perfume should have more personality on its structure, what should have combined more jasmine and others remarkable flowers such as gardenia, however maybe it would make the fragrance different from its purpose as a beauty-scent: gentler and not over. Calvin Klein Beauty becomes the own dual feature of a musk white floral: delicate in there, as well as provocative in its essence, specially, by the seductive musk, the scent of a pleasure trail that is hidden by a beautiful and fine white dress.


The best of the fragrance :  the olfactive duality of a sophisticated perfume,  delicate and sensual.

The worst of the fragrance: its development should have singular floral nuances, and also be better ellaborated and creative as was its antecessor Secret Obsession. Certainly, this improvement would make Beauty less mainstream and much more distinguishable in its olfactive signature. 


Longlasting time: 7 hours


Sillage: average



Drydown: Floral musk



Notas: Calla Lily, ambrette seeds, jasmine, cedar.



Recommended for : modern and elegant woman whose age is above 25 years and that enjoy a white floral with musky base.


Evaluation

Nenhum comentário: