quarta-feira, 3 de junho de 2009

Perfume Review: Feuilles de Tabac, Miller Harris

Feuilles de Tabac, Miller Harris


" A vida é uma jornada e eu tenho um prazer adicional de ser capaz de compartilhar a minha através de minhas criações" (Lyn Harris, criadora e perfumista de Miller Harris)

Miller Harris é a perfumaria de luxo britânica fundada por Lyn Harris, perfumista e fundadora da marca. Uma das qualidades de Miller Harris é a variedade de fragrâncias para todos os gostos, carregadas pelo traço "cool" de Lyn Harris, cool como o lado mais despojado de Londres, o de várias tribos e cheiros em um microcosmo de experiências diversas. A citação de Lyn Harris acima se alinha à sua versatilidade ao criar fragrâncias que poderiam participar de cada momento de uma vida como se fossem perfumes-personagens desta grande jornada do ser humano. E por que não compartilhá-las? Ela o faz e faz bem. Com um nariz apurado e que preza por matérias primas de boa qualidade, os perfumes de Lyn Harris tem leveza entre as nuances, o luxo perfumado básico. Básico como deve ser o luxo.



Feuilles de Tabac é uma das criações amadeiradas a qual considero meio cubana e meio britânica porque o tabaco não é extravagante e é controladamente dosado com as madeiras para o resultado ser muito leve, tendo este espírito britânico mais organizado. Por outro lado, a entrada amadeirada com uma peculiar trilha adocicada seguida de um cheiro expansivo de pinheiro absorve a imagem cubana. É possível imaginar os desejosos charutos a serem cheirados antes da primeira baforada, a doce e surpreendente latinidade e o frescor de simples colônias que refrescam suados corpos em Cuba.




folha de tabaco/ tobacco leaf




Há um momento determinado no início da fragrância que a imagem sensorial é uma mistura de folhas de fumo com cascas de madeiras por influência da nota de cascarilla cubana. O coração da fragrância é fortemente inflado por nota de pinheiros que, em Feuilles de Tabac, não é a nota da madeira mas das folhas duras do pinheiro chamadas pine needles. Este cheiro deveria ser balsâmico e refrescante, no entanto, ele é mais fresco e verde e, obviamente, traz o pinheiro (que particulamente não acho um cheiro elegante quando comparado ao seu amigo ciprestre). O pinheiro é um intruso porque ele torna a fragrância comum como um desodorante durante boa parte do desenvolvimento. Após a entrada elegante e exótica, com cascarilla e as berries adocicadas e apimentadas, o pinheiro toma conta de Feuilles de Tabac e a fragrância perde este "luxo" de nichia.


O interessante é que juntar a idéia de tabaco(que faz mal aos pulmões) com a idéia das folhas do pinheiro (que faz bem aos pulmões), intencionalmente ou não, faz de Feuilles de Tabac um mix diferenciado que vale a pena experimentar caso seja fã do cheiro de pinheiros; sabendo que o resultado é de uma fragrância amadeirada muito pouco atabacada que, após cinco horas da aplicação , se torna muito mais amadeirada com nuances amendoadas (por influência da tonka bean). Esta economia de tabaco na fragrância leva a crer que tabaco no Reino Unido só com a Imperial Tobacco.







Agora fico a pensar em um cubano que mais dançou e suou a camisa que fumou um perfumado charuto.

Vote Perfume da Rosa Negra
Prazo final : 11 de Agosto
Melhor blog - categoria variedades




(English version)

"Life is a journey and I have the added pleasure of being able to share mine through my creations." (Lyn Harris, perfumer and founder of Miller Harris)


Miller Harris is a British luxury fragrances perfume house founded by Lyn Harris, its owner and perfumer. One of the qualities of Miller Harris is the range of fragrances fo all tastes, all carrying a "cool" trail by Lyn Harris, cool as the versatile way of living and breathing London-be air, of many tribes and scents on a microcosm of diverse experiences. The quote of Lyn Harris placed above is aligned to her versatility in creating fragrances that should participate in each moment of a life as they were "characters-fragrances" of this big journey of the human being. And why not share them? She did it and does well. Through her demading nose and her taste for high quality raw materials, Lyn Harris' fragrances has the lightness between accords, the basic fragrant luxury. Basic as luxury must be.


Feuilles de Tabac is one of the woody compositions that I consider half Cuban and half British because the tobacco is not extravagant and is controllably joined with woods for a light result having this British spirit of "organization". On the other hand, the woody opening with a peculiar sweet trace followed by a expansive scent of pine absorbs the cuban image. It is possible to imagine the desirable cigars to be smelt before the first smoke, the sweet and surprising latinity and the freshness of simple colognes that refresh sweated cuban bodies.


There is a moment of the olfactive experience that is clear an image of leaves for smoking blended to woods barks influenced by the Cuban cascarilla oil. The fragrance heart is strongly filled by pine scents that in Feuilles de Tabac is not the scent of the pine wood but the scent of the pine narrow leaves known as pine needles. This scent should be ambra-like and refreshing, however, here it is fresher dark green and, obviously, brings the pine smell (which, particularly, I do not think it is an elegant scent when compared to its friend cypress) . The pine is a type of "invader" because it transforms the fragrance into a common deodorant scent during a considerable time of the fragrance development. After an elegant and exotic start with cascarilla and sweet peppery berries, the pine controls Feuilles de Tabac and the fragrance loses the "luxury-be" as a niche fragrance.


The most interesting on the fragrance was to join the idea of tobacco( that is not good for health) to the idea of pine needles(that is good for health), intentionally or not, making the fragrance a distinguishable composition worthy to try if you are a pine scent fan; however it is also important to notice that this fragrance is a woody one with very few tobacco accords, besides after about five hours from its application Feuilles de Tabac becomes woodier with subtle almondy accords (by tonka bean). This tobacco savings in the fragrance take us to guess that tobacco in UK is just about Imperial Tobacco.


Now I keep thinking about a Cuban man who danced and sweated much more than smoked a fragrant cigar.

Vote Perfume da Rosa Negra
deadline: August, 11th
Best Blog - Variedades category






Photo credits: Feuilles de Tabac bottle by Miller Harris. All rights reserved.
Tobacco leaf by Inra
All rights reserved.
Dancers by fracanoir.com
Perfume Review by Copyright Cristiane Gonçalves aka Cris Rosa Negra for Perfume da Rosa Negra.

Nenhum comentário: