quinta-feira, 26 de julho de 2007

Perfumaria árabe - O perfumista árabe e sua raqsa Khawala Shadhiyah



Naquele dia ela dançaria só para ele e a química entre ambos seria convertida em uma alquimia de inúmeras fragrâncias exóticas que ele mesclaria somente para sua raqsa, até extrair o mais vibrante e perfumado attar, o attar que significaria o amor e respeito entre ambos, um perfume feito de flores para seu botão de flor,o que desabrochou para seu amor.
Aquele perfumista árabe era encantador, viril e sensível ao mesmo tempo. Um artista dos aromas principalmente para sua bailarina, a bela Khawala Shadhiyah. Ele entendia a delicadeza dos ingredientes e tinha a habilidade de deixá-los ainda mais irresistíveis para a beleza daquela jovem pele macia. Ele usaria todos os mais nobres sentimentos para trazer amor, paixão e desejo, para iluminá-la com pensamentos positivos, acalentá-la com o fogo do amor... aquele amor tão intrigante para o coração e a alma.
Khawala amava aquela sensibilidade de seu perfumista árabe; como ele mesclava os óleos , transmitindo tantos elementos da natureza para um perfume único, capaz de ligá-la à terra, a ele e ao céus... como se aquele amor terreno fosse também divinal, sensualmente carnal e espiritual.
Enquanto preparava o perfume da sua bela bailarina, ela compreendia que as artes de ambos sempre dialogavam. Ele tinha a mesma habilidade de uma belly dancer, que entende o público e sabe quando e como intrigá-lo, estar perto dele, fluir com ele gradualmente e de forma irresistível... deixando os homens sem palavras e as mulheres desejando ser ela...sempre levados por sentimentos de amor, desejo e romance. Assim era a forma de criar do perfumista, assim era sua forma mais genuína de criar um perfume para a sua amada perfumada, sua bela Khawala Shadhiya.



Khawala Shadhiyah: perfumada bailarina.. um das minhas facetas.

Texto escrito inicialmente no meu multiply Tanz und so weiter

Nenhum comentário: